Albuminómetro de Esbach

Albuminómetro de Esbach

O albuminómetro de Esbach, e respetivo procedimento com a mesma denominação, foi idealizado pelo médico francês Georges Hubert Esbach (1843-1890) em 1874 e, melhorado pelo mesmo em 1880. Era usado para uma pesquisa quantitativa de albumina na urina por meio do reagente de Esbach (reagente constituído por uma mistura de água destilada, ácido pícrico e ácido cítrico). A albumina é uma proteína sintetizada no fígado, está presente no plasma do sangue e é excretada na urina em quantidades muito baixas. A sua presença na urina em valores superiores ao esperado indicia doença renal. Para execução do procedimento vertia-se a urina filtrada até à marca "U" e adicionava-se o reagente até à marca "R". Tapava-se e invertia-se doze vezes, devendo permanecer em repouso no suporte por 24 horas, a uma temperatura de 15º C. Após este tempo, lia-se a altura alcançada pela albumina precipitada, medível pelas divisões do instrumento. O albuminómetro foi profusamente usado durante a primeira metade do séc. XX.

Visita Virtual

Galeria

Especificações

Categoria
Hematologia Laboratorial
Cronologia
1935 - 1965
Produções
Georges Hubert Esbach (1843 - 1890) {inventor}
Funções
Instrumento usado para uma pesquisa quantitativa de albumina numa amostra de urina, por meio do regente de Esbach.
Materiais
Madeira, Vidro
Medidas
22,8 x 4,5 cm
Localização
Vitrina do Piso 2 «Anatomia Patológica e Patologia Clínica»
Incorporação
Depósito SCMP no HSA
Nº Inventário
Vit - 004